Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se a inês sabe disto

Ultra-violeta

Eu bem vos disse aqui que o cor do ano era o roxo (ou violeta, como desejarem), que tinha apanhado a dica em qualquer lado.

Pois apesar de nada ter a ver com moda, confirmo que a Pantone®, uma empresa que faz... pantones, se é que me faço entender, escolheu efectivamente para 2018 o n.º 18-3838 como a cor do ano 2018. Bom, tudo tem a ver com moda e até o uso dos mais variados pantones é nem mais, nem menos que... moda.

Se querem saber, é mais ou menos isto:

Imagem relacionada

 

Um pouco à boleia desta proposta da Pantone® (o que eu aprendo aqui, até sei como se coloca um érre dentro de uma bolinha...), e como a malta agora, dizem, ganha balúrdios, sugiro-vos que desopilem em busca dos violetas que vos farão estar in, e servirão para lavar as vistas, neste ano.

E podem começar por dar uma saltada à Holanda e apreciar os campos de tulipas que os há a perder de vista, dos mais diversos matizes,como estas, por exemplo:

Imagem relacionada

Esta segunda opção vai ficar-lhe um pouco mais carota, já que fica nos Sates, no Oregon. Claro que pode ter sempre animação extra, tipo um tiroteio numa escola, ou assim...

Resultado de imagem para campos de tulipas roxas

 

Uma fugida que também pode ficar em conta é visitar a Provença, França, preferencialmente durante o mês de Julho e babar-se com campos de lavanda como este que se segue. Diga lá se não lhe apetece rebolar por cima de toda aquela imensidão de violeta...

 

Se a sua carteira ficou ainda recheada depois do Natal e passagem de ano e do longo mês de Janeiro, que tal passar longas horas num avião e visitar o país do sol nascente? Ali, pode apreciar, no Hitachi seaside park, na cidade de Hitachinaka (procurem no Google que é fácil), ou o Takinoue Park, coisas tão perfeitas como esta:

Imagem relacionada

Nisto os japas são barras, já se viu...

 

Mas já que está por perto, pode, na vinda, dar uma saltada a Singapura. Pois fique sabendo que não há apenas gafanhotos fritos para acompanhar a cerveja, pode apreciar isto e esquecer que não há tremoços...

000.jpg

Aqui, nos Jardins da Baía, quase que mergulha no filme Avatar, tal a profusão de azuis e violetas.

 

É um salto de gigante, mas na vinda pode passar pelo Irão e visitar a Mesquita Nasir Ol Molk. Vai concordar comigo que está deliciado com esta profusão de cores. Deixe a religião de lado, que é apenas um viajante à procura do belo e deleite-se com as cores que o reflexo do sol lhe proporciona. Confira, pasme, admire...

 

 

 

Para completar o périplo, uma saltada à Escócia e deixar-se rebolar como uma criança por estas encostas cobertas de flores bravias será o quase final perfeito:

 

Não poderá regressar a casa sem dar um saltinho à Islândia, promovido a um dos melhores destinos para férias em 2018 e assistir a um dos fenómenos mais brilhantes, magníficos e relaxantes da natureza: Uma Aurora Boreal, aqui em todo o seu esplendor:

 

E pronto, agora que já gastou o dinheiro do seu aumento de ordenado, que achou desta viagem ao mundo do ultra-violeta? Eu até tinha uma opção muito mais barata, mas fartei-me das glicínias no quintal e cortei-as pelo pé (sim, foi um crime, mas não é você que tem que limpar aquilo, nem aparar uma dúzia de vezes por ano...), de modo que não posso fazer o convite para ir lá a casa.

Mas não vai sem um presente, de uma Violeta maior que o seu nome. Deleite-se.