Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SE A INÊS SABE DISTO!

Esparguete cozido em vinho tinto

esparguete com vinho tinto.jpg

 Tanto ouvi falar desta receita (bem e mal!), que finalmente decidi experimentar. E admito que não é nada do que estava à espera. Positivamente falando. O sabor é realmente forte e, por isso mesmo, adicionei umas nozes e queijo parmesão ralado para contrastar sabores. Aqui está a receita:

 

Ingredientes

água

vinho tinto

sal

esparguete

azeite

alho

pimenta

salsa

nozes torradas

queijo parmesão ralado

 

Preparação

Para começar a quantidade de vinho depende realmente do gosto de cada pessoa. Se não quiserem arriscar a que o sabor fique muito forte, façam como eu: 5 copos de água e 3 de vinho tinto, numa panela a ferver. Adicionar sal e deixar cozer até que a massa fique al dente. Retirar um copo da água da cozedura e reservar. Numa frigideira, aquecer o azeite com os alhos laminados e juntar a água da cozedura que reservámos. Deixar apurar 1 minuto e juntar o esparguete, escorrido. Cozinhar em lume brando por 2 minutos, de forma a que a água evapore. Juntar salsa, nozes torradas picadas, pimenta moída na altura e queijo parmesão ralado ou em fatias. Salpicar com salsa e...está pronto!

 

Receita de Tiramisu com Lavanda

Com o intuito de celebrar a Primavera, decidi publicar, aqui no blog, todas as terças-feiras e até ao início do verão, uma receita com flores comestíveis. Usadas durante séculos na culinária de todo o mundo, especialmente no Médio Oriente, China e Grécia Antiga, eram ingeridas com um intuito terapêutico. Mas o sabor, aliado à textura e à cor que proporcionam aos pratos, fizeram com que fossem adaptadas à cozinha moderna. É naturalmente importante que nos informemos detalhadamente sobre cada uma delas, antes de a incluirmos na confecção de uma receita. Anis , alcachofra, begonia, calêndula, margarida, cravo, violeta, lavanda e amor-perfeito são apenas algumas das flores mais utilizadas pelos grandes chefs de cozinha. 

Hoje deixo-vos com uma receita de tiramisu com lavanda. Não é rápida de preparar mas é, com toda a certeza, garantia de sucesso:

 

tiramisu com lavanda.jpg

Ingredientes (para 6 pessoas)

300 gr de cerejas em lata

200 ml de sumo de cereja

1 colher de sopa de farinha de milho

4 gemas de ovo

4 raminhos de lavanda

100 gr de natas

250 ml de café frio

1 colher de sopa de mel

50 gr de açúcar mascavado

casca de uma laranja ralada

sumo de 1 laranja

2 folhas de gelatina

400 gr de mascarpone

200 gr de palitos la reine

2 colheres de sopa de licor de café

 

Preparação

Mergulhe a gelatina em água fria. Coloque o açúcar numa panela e aqueça lentamente até ficar caramelizado. Misture o sumo de cereja com o de laranja e adicione as cerejas em lata ao preparado. Leve a ferver em lume brando e, enquanto isso, dissolva a farinha de milho num pouco de água fria para juntar ao preparado. Quando o liquído ganhar consitência, retire do lume e divida o conteúdo em 6 a 8 frascos, idealmente parecidos com aquele que se pode ver na imagem. Deixe arrefecer. Bata as natas até ficarem muito firmes. Em separado, bata também as gemas com o açúcar mascavado e adicione a casca de laranja ralada. Leve este preparado ao lume em banho maria. Adicione a gelatina. Pique finamente dois raminhos de lavanda e junte-os às gemas. Com muito cuidado, adicione também o mascarpone. Retire do lume. Desfaça grosseiramente os palitos la reine e espalhe-os em cima do preparado de cereja nos frascos. Misture o café com o licor de café e a colher de mel e regue os palitos la reine. Coloque o preparado das gemas e mascarpone num saco de pasteleiro e decore o topo dos frascos. Deixe repousar no frigorífico durante 2 a 3 horas. Pouco antes de servir, polvilhe com os restantes raminhos de lavanda picados. 

 

 

 

 

Batata doce com cogumelos, bacon e queijo gratinado

Apresento-vos o meu jantar de ontem. Sou fã de batata doce e ando sempre a inventar maneiras criativas de consumi-la. Ontem à noite, como não tinha muito tempo para andar à volta dos tachos, acabei por improvisar esta receita. E soube-me pela vida! Tem tanto de simples quanto de deliciosa. Experimentem...

batata gratinada.jpg

Ingredientes

batata doce

bacon

queijo mozarella

cogumelos

alho

azeite

 

Preparação

Asse a batata doce no forno. Quando estiver pronta, corte pela metade e retire a polpa. Reserve a casca. Unte uma frigideira com um fio de azeite e frite os cogumelos e o bacon, cortados em pedacinhos. Envolva esta mistura com a polpa da batata e tempere com alho triturado. Recheie as "carcaças" com este preparado e polvilhe com queijo mozarella. Leve ao forno até que o queijo fique tostado. Bom proveito!

 

 

Um salmão recheado que é um sucesso!

salmao.jpeg

Esta receita é mesmo muito simples e rápida de fazer. E é sempre um sucesso! Além de saudável, também não sai muito dispendiosa. Costumo acompanhar com salada. Experimentem!

 

Ingredientes:

filetes de salmão

tomate seco 

espinafres

folhas de manjericão

queijo feta

sal

azeite 

pimenta

 

Preparação

Pré-aqueça o forno a 175 graus. Numa frigideira, frite o tomate seco num pouco de azeite e apenas por 1 minuto. Adicione as folhas de espinafre e manjericão ao preparado. Deixe cozinhar por 3 minutos. Retire a frigideira do forno. Desfaça o queijo feta e envolva no preparado. Devido ao sabor forte deste queijo, convém não exagerar na quantidade. Reserve. Abra os filetes a meio e recheie com este preparado. Disponha num tabuleiro de ir ao forno, untado com um pouco de azeite, tempere com sal, pimenta e já está! Vinte a trinta minutos depois estará pronto a servir. 

Camarão e Mel

E não há receita mais simples e rápida que esta para um almoço de sábado, no mínimo, divinal. Ingredientes: camarão, alho, mel, gengibre e molho de soja. Preparação: Convém salientar que a quantidade de cada um dos ingredientes depende do gosto de cada pessoa. Eu, para 1 quilo de camarão, usei 4 colheres de sopa de mel (bem cheias), 4 alhos esmagados, um pouco de gengibre ralado na altura (não muito, devido ao sabor ser muito forte) e umas gotas de molho de soja. Envolvi todos os ingredientes numa tijela e dividi o molho em duas partes. Coloquei a primeira numa frigideira em lume brando, juntamente com os camarões crus e sem casca. Deixei fritar um minuto de cada lado e desliguei o lume. Borrifei o cozinhado com o restante molho e…comi! Uma delícia!

CAMARÃO COM MEL.jpg