Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SE A INÊS SABE DISTO!

SE A INÊS SABE DISTO!

08 de Abril, 2016

Vamos cozinhar como os grandes chefs!

Patrícia Teixeira

marcello.jpg

 

Como amanhã é sabado e é provável que tenhamos mais tempo para dedicar à culinária, decidi desafiar-vos a preparar uma receita do chef brasileiro Marcello Tully, actualmente no comando da cozinha do hotel Kinloch Lodge, na ilha de Skye (Escócia). Vamos lá então fazer um brilharete...

 

Ingredientes (para 4 pessoas):

4 filetes de perca com pele

4 filetes de bacalhau, com pele, e cerca de 80g cada um

200ml de vinho branco

16 mexilhões limpos

sal

pimenta preta

20 ml de óleo de girassol

Para o molho:

110g de cebolas brancas picadas 

45g de alho francês picado

100 gr de aipo picado 

85g de erva-doce picada

80g de cenoura picada

110g de pimento vermelho

1 pitada de tomilho

15g de de anchova de conserva

25g de polpa de tomate

500ml de caldo de peixe

250g de solha

50 ml de natas

açafrão

tabasco a gosto

molho inglês

1 colher de chá de vinagre de vinho branco

1/2 alho picado

1 colher de chá de açúcar

20 ml de óleo de girassol

 

Para servir:

pão duro

4 raminhos de endro

 

Preparação do molho:

- Numa panela refogue a cebola, o alho-francês, o aipo, a erva-doce, a cenoura e o pimento vermelho, num pouco de óleo de girassol, por 2 a 3 minutos. Adicione as anchovas, a polpa de tomate e o tomilho. 

- Junte o caldo de peixe e deixe cozinhar por 1 hora

- Junte a solha e deixe cozinhar por mais 10 a 15 minutos

- Triture tudo com uma varinha mágica durante 2 a 3 minutos

- Adicione as natas, o açafrão, um pouco de tabasco, molho inglês, sal, açúcar, alho e vinagre. Mexa, reserve e mantenha aquecido enquanto prepara o peixe.

- Ponha uma panela em lume forte com um pouco de óleo. Quando estiver bem quente, reduza o lume e introduza os filetes de bacalhau, com a pele para baixo. Cozinhe durante 4 minutos, vire-os, e frite por mais 3 minutos, até que fiquem dourados. Tempere com sal e pimenta preta. Retire do lume e mantenha-os aquecidos. 

- Frite o robalo da mesma forma, por 3 minutos, com a pele voltada para baixo, e mais 2 minutos do outro lado. Tempere com sal e pimenta preta. Reserve.

- Coloque uma panela em lume médio. Adicione o vinho branco e os mexilhões, e cozinhe por 1 a 2 minutos, com a panela tapada.

Como servir:

Divida os filetes de bacalhau e robalo por 4 pratos grandes de sopa . Adicione 4 mexilhões a cada dose e regue com o molho . Decore com alguns raminhos de endro e sirva com pão estaladiço.

07 de Abril, 2016

Acabou-se a guerra de cotovelos nos aviões e afins...

Patrícia Teixeira

braço.jpg

 

Tenho para mim que esta questão é mais pertinente do que parece. Afinal, em algumas salas de cinema, teatro ou aviões, vamos garantidamente deparar-nos com esta situação. É que uma coisa é termos confiança com as pessoas que estão ao lado e, nesse caso, é justo que apelemos à democracia através da divisão do braço da cadeira (ainda que, quase sempre, ele seja tão minúsculo que não haja intimidade que resista!). Mas... e quando nunca vimos a pessoa na vida? Quem é que tem direito a repousar o cotovelo? Existe uma lei que regula isso? Pousa o braço quem chegou primeiro? Entramos na guerra do empurra para lá e para cá? Ou borrifamo-nos para as regras mínimas do convívio social e encostamos romanticamente o cotovelo ao cotovelo vizinho?

E a solução chama-se...Soarigami!

 

soarigami1.jpg

 

Foto: Soarigami

Este pequeno acessório foi desenvolvido por Grace Chang, a pensar no assento dos aviões, mas a patente ainda está pendente. O design é inspirado na arte do origami e trata-se de um produto muito simples, que podemos transportar facilmente numa carteira. Se houver comum acordo com o vizinho do lado, basta que o coloquemos no braço da cadeira e... voilá, conforto para ambas as partes. Era interessante que a ideia chegasse até cá. Podem conhecer mais detalhadamente este produto através do site da marca aqui.

 

 

 

 

07 de Abril, 2016

Quatro boas razões para adorar esta quinta-feira!

Patrícia Teixeira

Já estamos à beirinha do fim-de-semana mas ainda não há propriamente a excitação típica da sexta-feira.Vai daí, reuni 4 bons motivos para adorar o dia de hoje.  Ei-los:

 

A RTP transmite esta noite, às 23:09, o documentário "Portugueses nas Trincheiras"

Numa altura em que se completam 100 anos sobre a entrada de Portugal na Primeira Guerra Mundial, este documentário faz uma retrospectiva das provações vividas por 55.000 soldados portugueses, enviados em 1917, para o Norte de França. Estou muito curiosa para assistir a esta reportagem, enriquecida com depoimentos dos familiares de antigos combatentes, bem como a gravação inédita de um soldado português a cantar num campo de prisioneiros da Alemanha. O programa é dos jornalistas Sofia Leite e António Louçã, uma dupla que, em 2008, conquistou o "Prémio Gazeta" pelo documentário "Lista de Chorin", que retrata o fim da Segunda Guerra Mundial. 

portugueses nas trincheiras.jpg

Foto: RTP 

 

A Emirates está hoje no Porto a recrutar, desde as 09:00, no InterContinental Porto-Palácio das Cardosas, na Praça da Liberdade, nº 25, jovens para trabalhar na famosa companhia aérea. O casting está aberto a todos os interessados, desde que cumpram certos requisitos como ter (pelo menos) 21 anos de idade, 1.60 m de altura e ser fluente em inglês. Informações detalhadas aqui.

emirates.jpg

 

 

Hoje é o Dia Mundial da Saúde

A celebração desta data, promovida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), centra-se este ano no tema "Diabetes". Uma excelente oportunidade para chamar a atenção para esta epidemia que pode, e deve, ser controlada. É hoje lançado o primeiro relatório mundial sobre a doença, onde constará uma descrição detalhada das consequências da diabetes, ao mesmo tempo que se alerta o Mundo para a necessidade de criar sistemas de saúde mais sólidos.

diabetes.jpg

 

 SIC estreia hoje o canal HD

Será adicionado (para quem tem fibra!) às grelhas da NOS (posição 303), MEO (posição 193) e Vodafone (posição 19). O canal de Carnaxide escolheu a transmissão do jogo entre o SC Braga e o Shaktar Donetsk para a grande estreia em full HD o que, trocando por miúdos, significa que terá uma resolução de 1080 x 1920 pixels. O jogo acontece às 20:05, no Estádio Municipal de Braga

sic-hd.jpg

 

 

 

 

 




 

 

 

06 de Abril, 2016

Há festival na minha terra!

Patrícia Teixeira

Ourico-do-Mar-Ericeira.jpg

Começa já amanhã, na Ericeira, a 2ª edição do "Festival do Ouriço-do-Mar". A primeira vez que provei um ouriço devia ter uns sete anos e fui eu que o apanhei! Era normal, quando íamos à praia, fazer uma "vistoria" pelas rochas, na brincadeira, a ver se apanhávamos qualquer coisa para o lanche . Numa dessas vezes, encontrei um ouriço-do-mar. Na escola já me tinham explicado que se podiam ingerir ao natural, sem cozinhar, e foi isso que fiz ali mesmo, na areia. Depois, passei alguns anos sem voltar a experimentar esta iguaria. Porque não calhou! Só no ano passado, precisamente no decorrer da 1ª edição deste festival, e também há cerca de um mês em casa de amigos, é que voltei a saborear os ouriços. E também, só agora, é que fiquei a saber que o ideal é comer apenas as ovas (ups!). 

Deixo-vos com a lista de restaurantes que participam nesta 2º edição do evento e respectivas iguarias propostas:

 

No Funky (antigo Parreirinha), o Pedro e a Elizabete (um casal que vão adorar pela simpatia), propõem um risotto de ovas de ouriço com espargos e camarão. O espaço é muito agradável, com uma decoração super original. Existe também uma zona, onde podem saborear calmamente um gin antes da refeição. Fica na Rua Dr. Miguel Bombarda, nº 12, perto do Largo de Santa Marta. Telef: 261 862 148

a-nossa-sala.jpg

 

No Restaurante Sul, cuja vista de mar dispensa qualquer comentário (a foto diz tudo!), teremos ouriço ao natural, ouriço assado, Mergulho no mar ( creme de ouriços com navalheira, mexilhão e percebes) e Creme brulée com cristais de ouriço-do-mar (sobremesa). Fica no Parque de Santa Marta Telef.: 261 864 478

restaurante sul.jpg

 

A Tasquinha sugere ouriços ao natural, sopa de ouriços e arroz do mar com ouriços. Está situada mesmo junto ao mercado da Ericeira, na Rua dos Ferreiros, 3. É um espaço pequeno, mas muito acolhedor. Telef.: 261 862 072

a tasquinha.jpg

 

A Esplanada Furnas desafia os clientes a experimentar os ouriços servidos ao natural, como entrada. O restaurante tem uma vista magnífica sobre as furnas da Ericeira. Mesmo! Por isso, o meu conselho é que visitem o espaço durante o dia, para melhor a aproveitarem. Fica na Rua Capitão João Lopes. Telef.: 261 864 870

esplanada furnas.jpg

 

A Marisqueira Brisa optou pelos ouriços ao natural. Aqui também a vista é qualquer coisa...! O espaço abriu com nova gerência, há relativamente pouco tempo, pelas mãos do Miguel, e a experiência acumulada por ele ao longo de muitos anos na restauração, têm sido sinónimo de qualidade. Fica na Rua Capitão João Lopes, um pouco antes da famosa discoteca Ouriço. Telef.: 261 866 447

marisqueira brisa.jpg

 

Já mais afastada do centro, mesmo em frente ao Parque de Campismo, a Marisqueira César terá ouriços na chapa como entrada, massa com ovas de ouriço e risotto de ouriço com camarão grelhado, como prato principal. Destaque para o facto deste espaço ser também um ponto de venda de ouriços vivos. Telef: 261 860 950

marisqueira cesar.jpg

 

A Marisqueira Furnas, também um dos locais mais privilegiados da Ericeira no que se refere à vista de mar, servirá açorda de ouriços. Fica na Rua das Furnas, 3 Telef.: 261 867 914

marisqueira furnas.jpg

 

O restaurante Uni Sushi promete surpreender com o Uni Maki (Uramaki de salmão com ovas de ouriço) e Gunran Uni (Sushi enrolado com alga em forma de cesto com ovas de ouriço). É um dos meus restaurantes favoritos de sushi, pelo ambiente, qualidade e atendimento. Fica na Rua Fonte do Cabo, 44 A Tlm:  915 366 519

uni sushi.jpg

 

 

No restaurante Ti Matilde, e se tiverem a sorte de ficar na esplanada, contem, para começar, com um vista de mar digna de registo! Na ementa, e especialmente para este evento, a proposta vai para a açorda de ouriços. Fica na Rua Dr. Manuel ArriagaTelef.: 261 862 734

ti matilde.jpg

 

Mesmo no centro da vila, o restaurante Tik Tak terá ouriços crus e cozidos. O ambiente é muito acolhedor e a ementa habitual uma verdadeira tentação. Fica na Rua 5 de Outubro, 7. Telef.: 261 863 246

tik tak.jpg

 

Também fora do centro da Ericeira, o Restaurante Dom Carlos dispõe de ouriço na grelha e ouriço ao natural, com vinagrete de citrinos. Fica na EN 247, mesmo junto à estação de serviço da BP. Telef.: 261 866 371 

dom carlos.jpg

 

No restaurante A Panela haverá açorda de ouriços. O espaço é pequeno, muito acolhedor e com uma decoração rústica. Fica no Largo de Santa Marta, 3B Tlm.: 962 877 474

a panela ericeira.jpg

 

 

ouriço.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

05 de Abril, 2016

Como fazer pickles de pétalas de rosa

Patrícia Teixeira

 

rosas.jpg

 

Como prometido, todas as terças-feiras e até ao fim da Primavera, irei publicar uma receita com flores. A de hoje é mesmo muito simples de preparar e foi retirada do site www.marthastewart.com. Convém alertar, mais uma vez, para o facto de nem todas as flores serem comestíveis. É fundamental que nos certifiquemos de que as mesmas não foram tratadas com pesticidas ou qualquer outro produto que provoque efeitos colaterais no organismo. A alternativa ideal é, caso exista essa possibilidade, cultivar as suas próprias flores para consumo. 

As pétalas de rosa contêm cerca de 95% de água e, por esse motivo, o valor nutricional é muito baixo. No entanto, contêm alguma vitamina C. Na medicina chinesa antiga as pétalas de rosa eram usadas para tratar distúrbios digestivos, dor de lesões e irregularidades menstruais.

Aqui fica a receita de pickles de pétalas de rosa.

 

Ingredientes

pétalas de rosa (submersas por uma hora em água e secas em toalhas de papel)

Por cada chávena de pétalas, 1 chávena de vinagre de vinho branco

3 colheres de sopa de mel

2 colheres de chá de sal grosso

 

Preparação

Coloque as pétalas de rosa numa tigela . Numa panela ferva o vinagre, o mel e o sal e mexa, até que todos os ingredientes se dissolvam. Retire do fogo e deixe arrefecer por 5 minutos. Despeje o líquido sobre pétalas de rosa. Quando arrefecer totalmente, poderá então guardar o preparado num frasco para ser utilizado quando entender. 

 

Pág. 3/3