Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Se a Inês Sabe Disto

Se a Inês Sabe Disto

15 de Março, 2016

Coisas da estupidez alheia!

Patrícia Teixeira

ke.jpg

 

E é assim que uma marca, com mais de um século de história, se vê envolvida num escândalo a nível mundial. O vídeo foi gravado em 2004, na fábrica da Kellog's, em Memphis, no Tenessee, por um funcionário da marca de cereais. O senhor decidiu urinar para a linha de produção onde, naquele momento, estava a ser produzida a linha "Rice Krispies". Agora, doze anos depois, lembrou-se de divulgar o vídeo no Youtube. Mas porquê só agora? Pergunto eu! Não o deixaram sair mais cedo para almoçar e ele vingou-se? De vez em quando lá vem um engraçadinho que se lembra de fazer estas coisas. Não percebo a intenção. Provar que o controle de qualidade da marca é falível? Que se lhe tivesse apetecido cuspir todos os dias para os cereais, o poderia ter feito? Ou será que o fez? Porque naturalmente se levanta agora essa questão. Eu continuo a achar que, tão importante quanto a obrigatoriedade de existir um controle máximo, quando se trata da produção de alimentos, existe uma característica fundamental no ser humano, vulgarmente designada de "vergonha na cara", com a qual todos devíamos nascer. As marcas confiam nas pessoas que contratam para trabalhar e atribuem-lhes responsabilidades. As pessoas que são contratadas só têm de cumprir a função. Se estão descontentes, existem sindicatos e outras formas igualmente higiénicas de resolver a questão. 

A investigação criminal deste caso já está a decorrer e a Kellog's também já se manifestou publicamente: "Estamos chocados e profundamente desapontados com este vídeo", afirmou um representante da marca. Pois, pudera! Fica o vídeo que tanto se comenta:

 

 

 

14 de Março, 2016

Uma "pizza" muito mais saudável :)

Patrícia Teixeira

 

Vi algures a receita, experimentei e adorei! O sabor faz lembrar o da pizza, até porque tem muitos ingredientes em comum, mas esta opção é muito menos calórica. Fica a receita e a imagem para abrir o apetite. Mais simples não podia ser...

 

AS.jpg

 

 

Ingredientes

pimentos

molho de tomate

bróculos

pimenta

queijo mozarella ralado

tomate cereja

azeite

fiambre em pedaços

alho

milho

 

Preparação

Lave os pimentos e retire as sementes. Corte cada pimento pela metade e recheie cada uma com bróculos (já meio cozidos), fiambre ou, em alternativa, peito de frango ou de perú em pedaços, um pouco de molho de tomate e milho. Tempere com pimenta, alho e um fio de azeite. Leve ao forno até os pimentos ficarem quase completamente assados. Retire e decore as metades de pimento com pequenas rodelas de tomate cereja e espalhe queijo mozarella em cima do preparado. Leve novamente ao forno até o queijo estar derretido. 

11 de Março, 2016

Para hoje estou indecisa entre "cara de pato" ou "boca de peixe"

Patrícia Teixeira

 

Atire a primeira pedra quem nunca o fez! E eu, muito honestamente, não acho nem bem nem mal. Simplesmente não percebo! Em inglês chamam-lhe duck face o que, traduzido à letra (cara de pato), não melhora as coisas. Em português, o melhor que arranjámos foi “biquinho”. Seja como for, e não vou alongar-me mais no assunto porque tenho culpa no cartório (leia-se fotos nesta pose, embora muito escassas), tudo assenta na teoria de que “esta técnica é atraente para o sexo oposto”, dizem os cientistas. A má notícia, e ao que apurei requentada, é que a “cara de pato” está a ser ferozmente devastada pela técnica do fish gape (boca de peixe). Aqui só temos de abrir parcialmente os lábios e contrair ligeiramente os músculos das bochechas. Muito mais fácil! Dizem os entendidos que ficamos com um ar mais natural. A Kim Kardashiam explica como se faz:

duck face.jpg

 

10 de Março, 2016

Vamos tornar o baobab famoso!

Patrícia Teixeira

É precisamente esta a frase que a Aduna usou para criar a campanha #makebaobabfamous. Para quem não sabe, esta marca dedica-se a não deixar que certos produtos naturais, que se encontram sub-utilizados, se extingam de vez. Agora ganhou protagonismo a árvore de baobab, que cresce de forma selvagem em mais de 30 países africanos. Dela nasce um fruto, o baobab, cujas propriedades são testadas e reconhecidas pelo seu contributo para a longevidade, saúde da pele e como fonte de energia. Embora os portes de envio sejam um pouco dispendiosos, podemos encomendar os produtos feitos a partir deste fruto no site da marca, www.aduna.com. É lá que encontramos todas as informações necessárias para compreender melhor a história e os benefícios do baobab, além do propósito altruísta da campanha, que visa dar trabalho a mais de 10 milhões de agricultores africanos. Dêem uma espreitadela, acho que vale a pena!

baobab.jpg

baobab6.jpg

baobab5.jpg

6812487_orig.jpg

 

 

09 de Março, 2016

Como faço a Salada Perfeita

Patrícia Teixeira

Todos sabemos que, feita com os ingredientes certos, a salada é uma óptima aliada, não só para perder peso, como para manter uma alimentação equilibrada e fornecer ao organismo todos os ingredientes necessários. E isto é muito bonito e fácil em teoria porque, na prática, é muito frequente encontrar-me a preparar "saladinhas" com mais calorias que uma caixa de Ferrero Rocher. Hoje acordei decidida a mudar. Pesquisei, e fiz uma tabela de alimentos que servirão de guia para as minhas futuras saladas. Para que conste, serão estas as regras:

1.jpg

2.jpg

3.jpg

08 de Março, 2016

A foto que poucos conhecem de Madre Teresa de Calcutá!

Patrícia Teixeira

Na foto, à esquerda, vemos Agnes Gonxha Bojaxhiu. Na realidade, Madre Teresa de Calcutá é o nome pelo qual todos a conhecemos. Foi tirada em 1920, em Skopje, na Albânia, quando a missionária tinha apenas 10 anos e, naturalmente, ainda não usava o sari indiano com que nos habituámos a vê-la. Ao seu lado está a irmã de sangue, Aga Bojaxhiu (5 anos mais velha)

madreteresa3.jpg