Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Se a inês sabe disto

Vale a pena visitar esta Cabana

 

15219529_1600365926937001_6211213638095304763_n.jp

 

 

A Cabana do Peixe é um restaurante situado na Venda do Pinheiro, que promoveu nos últimos dois fins-de-semana o Festival da Cataplana. Estavam deliciosas e foi muito fácil sentir-me conquistada por aquela fusão magnífica de sabores. Mas antes de enumerar as qualidades da ementa, não posso deixar de começar por frisar aquilo que, à primeira vista, nos causa o maior impacto: a decoração. De muito bom gosto, foi pensada e concretizada para transformar o espaço num sítio que, além de acolhedor, revela-se uma descoberta encantadora de objectos decorativos, alguns antigos, outros modernos e outros tantos inimagináveis que convivem juntos numa harmonia que não podia ter resultado melhor. Até o WC, pelo menos o das senhoras, é um espaço que merece ser fotografado, acreditem!

 

5.jpg

2.jpg

 

Quanto à ementa é maioritariamente composta por pratos de peixe. E tudo o que vemos passar para as outras mesas tem uma aparência tão apetecível que faz-nos sentir tentados a provar um bocadinho de tudo. E para quem é apreciador de vinhos, não deixem de dar uma espreitadela à garrafeira do espaço. Garanto-vos que valerá a pena. A equipa da Joana Fernandes, proprietária do espaço, foi escolhida a dedo e digamos que me pareceu um tiro certeiro. Os funcionários são de uma simpatia extrema, sabem aconselhar os clientes e criam juntos uma dinâmica que oferece àquela casa um ambiente familiar, como se estivéssemos em casa de amigos. Passem pela página do restaurante, no Facebook, e fiquem a par de todas as novidades e eventos que por lá vão acontecendo. E porque ninguém melhor que ela poderá falar-vos desta casa, transcrevo abaixo um texto escrito pela própria dona do espaço:

 

20770328_1705318766441716_2525856798813447805_n.jp

 

6.jpg

3.jpg

22154566_1722430768063849_4479693436190643040_n.jp

 

"O gosto pela restauração já vem de criança , onde sempre ajudei os meus pais nos seus restaurantes e churrasqueiras. Decidi formar-me em restauração e, passados 10 anos dedicados a uma churrasqueira, decidi aventurar-me naquele que sempre foi o meu sonho: ter um restaurante.

Passando da carne para o peixe com uma enorme vontade de aprender. Tendo em conta a experiência, decidi fazer diferente e o melhor que sei, apostando no conceito do monoproduto: O Peixe. Pois acredito que assim se consegue manter a frescura e a qualidade que este mesmo impõe. Com a colaboração de uma excelente equipa, conseguimos uma decoração ímpar onde em cada canto se descobre um outro pormenor; a comida está por conta da nossa chefe Carla, onde cada prato tem um toque de sabedoria ; no atendimento a prioridade é a satisfação do cliente . As nossas especialidades são o PEIXE GRELHADO, as CATAPLANAS e a SOPA DE PEIXE. Visite-nos e vai ver que está em sua casa..."

Joana Fernandes

 

9.jpg

22814008_1731611803812412_4598554402099757458_n.jp

4.jpg

 

 

NOTA: O restaurante está aberto de terça a sábado (almoço e jantar) e fica na Avenida 9 de Julho, nº 4, loja 18 2665-520 Venda do Pinheiro

Contactos: 219661420 / 925503715

Email: casadopeixe16@gmail.com

 

Será o melhor sushi do mundo?

6a00df351eb58e88340162fd42536f970d.jpg

Sukiyabashi Jiro é um dos melhores restaurantes de sushi de Tóquio. E contra isso parece não haver grande argumentação possível. O chef Jiro Ono, proprietário do restaurante, tem 87 anos, já conquistou três estrelas Michelin e foi reconhecido pelo governo japonês como "tesouro nacional" e "mestre", pela contribuição que oferece à culinária japonesa. O espaço onde tudo acontece é minúsculo, com lotação para dez pessoas e a decoração simples e minimalista. Aliás, até fica meio escondido no subsolo, mais exactamente na estação de metro de Ginza.  

6a00df351eb58e88340162fd4215af970d.jpg

Os pratos do chef Ono são a prova mais óbvia de que as aparências realmente iludem. As peças de sushi são apresentadas ao cliente de forma simples, sem enfeites, mas o que é essencial está lá: o sabor, o peixe mais fresco, o arroz cuidadosamente seleccionado e cozido e o corte perfeito. Cada degustação tem um custo aproximado de 200 euros. E se tiverem intenção de lá ir é bom que reservem com, pelo menos, um mês de antecedência. E não se desiludam se ao fim de meia hora ficarem despachados desta experiência gastronómica. É que esse é o exactamente o tempo necessário para, segundo o chef, degustar cada iguaria com calma, e a seguir dar lugar a outro. As peças de sushi vão sendo postas no prato pelo chef, uma a uma, e ele aconselha que não as deixemos repousar tempo demais :"perde-se grande parte da essência do sabor", justifica. Conta quem lá esteve que é uma das experiências mais enriquecedoras para o paladar. Aqui fica o documentário Jiro Dreams of Sushi, caso queiram conhecer mais detalhadamente a história deste chef e deste espaço tão afamado a nível internacional, bem como detalhes a respeito da confecção de cada peça.

 

 

Há novidades no restaurante Volver, em Lisboa

 

PatoPolentaMate_site.jpg

André Pires é o novo Chef do Restaurante Volver, em Lisboa, e a nova carta já foi revelada. No meio de tantas novidades, o melhor da gastronomia portuguesa e argentina continua a ser o mote para a confecção e apresentação dos pratos. O resultado é uma fusão deliciosa e criativa de sabores dos dois países. Se lá forem, preparem-se para as sugestões mais improváveis, com alguma irreverência até! Palavra de Chef!

Partindo do pressuposto de que “Portugal não é só fado e peixe, e a Argentina não é só e tango e carne”, o novo chef, nascido em Santarém, procurou introduzir pratos que reflectem a cultura e tradição argentina unidos à boa gastronomia nacional. Desta vez, a influência da América Latina entrou também nesta fusão, com alguns elementos importantes como a lima. Esta nova carta, é, de acordo com o Chef, ‘um convite aos momentos de partilha’, que é como quem diz, a ‘compartir’. À boa carne que caracteriza a ementa deste espaço, juntam-se novidades na área do peixe como as vieiras e a truta Arco-íris (um peixe muito popular na Argentina).

2017_TartaroVaca_Pipocas_Feno_ComAgriaoJPG.JPG

Nas entradas, as estrelas da nova carta são: o Tártaro de Vaca com Pipocas de Aji, Ruibarbo, Chimichurri, um tempero argentino, e Creme de Feno e Agriões; o ’Sorrentino’ de Couve-portuguesa com Ricotta Fumada, Quinoa Y Geleia BBQ; o ‘Nikkei’ Patagónico que une a truta (muito utilizada na Patagónia) em várias interpretações: Tártaro, Brûlée Y Gravlax de Truta, Funcho, Lima, Laranja, Ruibarbo, Beterraba, Ovo Y Abacaxi, e a Tábua de queijos Y Provoleta com Queijo de Cabra 'Granja dos Moinhos' caramelizado Y Pêssegos Grelhados com Provoleta Grelhada, Gel de 'Torrontés' (Casta Argentina Branca), Peschette Al tartufo ('nano' pêssegos em azeite de trufa) Y Shciacciata (Pão de queijo de cabra e uvas).

Surf_Y_Turf.JPG

Nos pratos principais, entram em cena o Bacalhau, o ‘Gazpacho’ Y Carvão, um delicioso bacalhau cozido a baixa temperatura com uma poejada de grão, berbigão, gema curada,  azeite de carvão e alho francês e um desconcertante ‘gazpacho' de cereja; o Risotto Porteño de Vieiras com camarões, Algas, Ricotta, Salicórina Y Limão, o Pato Crocante Y ‘Papas Francis Mallman’, numa homenagem a um grande cozinheiro Argentino e às suas afamadas batatas, que se fazem acompanhar por um magret de pato e pêras de pickles caramelizadas, gel de laranja e mostarda, acelgas Y Caramelo de Aji. Também o Tártaro de Vieiras Y Wagyu promete fazer muita gente ‘Volver’ com a entrãna de Wagyu grelhada, servida com vieiras caramelizadas, tártaro de vieiras com pimento de piquillo, puré de milho e poejos, gel de salsa e quinoa tufada.

Tartaro2.JPG

Nos acompanhamentos, juntam-se aos da casa o Rosti de Batata Doce, o Mesclum de Batatas e Azeite Trufado, ou o Puré de Batata com Tutano Y Geleia de BBQ

volver_0745_tartaro truta maca.JPG

E para terminar, nada melhor do que uma Pavlova (Merengue, Espuma de Doce de Ovos, Vinagre Balsâmico, Pimenta Rosa, Creme de queijo, Morangos, Sorvete) ou um Abacaxi3 (Abacaxi, Maracujá, Pisco, Chocolate Branco, Limão) que se juntam à muito afamada Torta Rogel com bombom do Alaska (Dulce de Leche, Bombom Alaska de menta, Framboesa, Mirtilo).

 

volver_10_0842_AndrePires.jpg

 

Sobre o Chef André Pires:

André Pires é natural de Santarém mas passou pela Bélgica, pelo espaço ‘La Sirene’, e pelo ‘Degusto’ e ‘Malhadinha Nova’, pela mão de Vítor Claro. Regressou depois ao Ribatejo onde chefiou a cozinha do Hotel Lusitano, na Golegã. Nos últimos 5 anos trabalhou no restaurante Tágide, em Lisboa, como Sub-chef e Chef. No início de Abril assumiu a chefia da cozinha do VOLVER, agarrando com entusiasmo o seu projeto.

Na Ericeira há um lugar onde se come mesmo bem!

15400907_899395796830350_3975005826949957418_n.jpg

Ali meio escondido na zona onde atracam os barcos de pesca da Ericeira, na Praia dos Pescadores, existe um restaurante com estreita ligação ao mar. Até no nome. O Snack-Bar Clube Naval da Ericeira é, para nós cá da terra, o cantinho do Paulo e da Almerinda. Há uns anos era quase o segredo mais bem guardado para os moradores da vila, um lugar de eleição para petiscar e passar horas à conversa com os amigos, o único lugar aberto noite dentro para que os pescadores pudessem sair para o mar de estômago reconfortado. Sempre num ambiente descontraído, com janela aberta para o mar, esse cantinho ganhou fama e tornou-se também uma referência fora de portas. Mas o charme e o carisma mantiveram-se intactos. Isso garanto-vos! Mérito do casal que fez nascer esta casa e agora também da Vanessa, a filha de ambos. 

Beneficia de uma localização privilegiada, é certo! Mas não fosse a ementa uma deliciosa viagem pelos sabores mais tradicionais, isso pouco valia. Embora, por razões óbvias, os pratos de peixe sejam a aposta forte do menu do dia, existe quase sempre uma opção de carne. A raia frita com açorda de ovas, confesso, é dos meus pratos favoritos. E a técnica da Almerinda no preparo desta iguaria não é para todos.

Se quiserem saber qual é a ementa do dia, basta fazerem uma visita à página oficial do restaurante aqui. Está sempre actualizada. O espaço é pequeno, acolhedor e a decoração foi recentemente renovada. É provável que em certos dias tenham de esperar para conseguir mesa, mas garanto-vos que vale a pena. Deliciem-se com as imagens...

17757506_991594780943784_1451598283295530411_n.jpg

17796386_992441370859125_1451097008697321044_n.jpg

17952461_1000118726758056_3602551111005271375_n.jp

15284966_889431404493456_354695243908530318_n.jpg

15400907_899395796830350_3975005826949957418_n.jpg

15439960_904619819641281_2305149374749866189_n.jpg

15747554_915010288602234_6380208077185147009_n.jpg

15202670_892989680804295_5597115168534292670_n.jpg

15232178_891837067586223_345270324441038433_n.jpg

15267540_896655667104363_3018783213150563136_n.jpg

15284869_893021274134469_6069610307913854847_n.jpg

15107281_876969792406284_4865356938870477595_n.jpg

15135936_883652991737964_6125941200174907621_n.jpg

15171264_881036518666278_6884201787280583320_n.jpg

15178269_885432461560017_1951924699346141126_n.jpg

12718095_741731242596807_3416955521087927588_n.jpg

12804889_725578654212066_4601284385772798269_n.jpg

14573024_860455894057674_2643515912083588516_n.jpg

14962607_863613883741875_7649301078226853697_n.jpg

 

Restaurante Volver tem nova "alma" aos almoços

IMG_2732.JPG

O restaurante, Volver de Carne y Alma acaba de renovar a sua oferta gastronómica aos almoços. João Oliveira, o chefe aos comandos do restaurante lisboeta, deitou mãos à obra para apresentar os novos pratos. Novos cortes, sabores e texturas são as grandes novidades do novo menu de almoço dedicado à carne maturada e ao slow food que promete uma verdadeira experiência Argentina aliada à gastronomia Portuguesa. Um convite para que cada visita seja sempre “mais do que Tango e Fado e menos do que chegar e correr”.

É um dos melhores restaurantes para um jantar romântico em Lisboa, mas ao almoço o espaço também não quer ficar atrás, apresentando-se como o local ideal para uma refeição tranquila, almoços de trabalho e negócios, momentos românticos a meio do dia ou até para reuniões familiares. E foi a pensar nisso que nasceu o menu de almoço de carne maturada idealizado para partilhar. De acordo com o chefe João Oliveira, agraciado com 2 garfos no Lisboa À Prova: “A inspiração surgiu nas origens da gastronomia Argentina e do típico 'Asado'. A partir daí, procuramos combinar o conceito do restaurante e reforçar a boa carne e o espírito do slow food com ingredientes fortes e cheios de qualidade. Esperamos que todos os sentidos sejam despertados com estes sabores cheios de personalidade.” Comecemos pelo princípio. Nas entradas, a proposta é a Picada: ‘Chorizo’ com Chimichurri, Azeitonas Recheadas com Queijo Y Pão e os já famosos scones de azeitona. Segue-se a Assadeira Volver que reúne 200gr de Vazia Maturada e 200gr de um corte seleccionado, diariamente, pelo Chefe, acompanhados por Morcilla e Pimiento, Papas Fritas y Salada Volver. E nada como um “fim de boca” doce com a sobremesa tipicamente Argentina, uma “Torta Rogel com “mucho dulce de leche y morangos”. (Opcional 3.5 EUR).

A música e a decoração estão afinadas até ao último acorde. Agora já só falta deixar-se ficar, saborear e depois…VOLVER!

Preço do menu: 18€ por pessoa (bebidas não incluídas).

(Divulgação comunicado)