Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Se a inês sabe disto

Na Ericeira há um lugar onde se come mesmo bem!

15400907_899395796830350_3975005826949957418_n.jpg

Ali meio escondido na zona onde atracam os barcos de pesca da Ericeira, na Praia dos Pescadores, existe um restaurante com estreita ligação ao mar. Até no nome. O Snack-Bar Clube Naval da Ericeira é, para nós cá da terra, o cantinho do Paulo e da Almerinda. Há uns anos era quase o segredo mais bem guardado para os moradores da vila, um lugar de eleição para petiscar e passar horas à conversa com os amigos, o único lugar aberto noite dentro para que os pescadores pudessem sair para o mar de estômago reconfortado. Sempre num ambiente descontraído, com janela aberta para o mar, esse cantinho ganhou fama e tornou-se também uma referência fora de portas. Mas o charme e o carisma mantiveram-se intactos. Isso garanto-vos! Mérito do casal que fez nascer esta casa e agora também da Vanessa, a filha de ambos. 

Beneficia de uma localização privilegiada, é certo! Mas não fosse a ementa uma deliciosa viagem pelos sabores mais tradicionais, isso pouco valia. Embora, por razões óbvias, os pratos de peixe sejam a aposta forte do menu do dia, existe quase sempre uma opção de carne. A raia frita com açorda de ovas, confesso, é dos meus pratos favoritos. E a técnica da Almerinda no preparo desta iguaria não é para todos.

Se quiserem saber qual é a ementa do dia, basta fazerem uma visita à página oficial do restaurante aqui. Está sempre actualizada. O espaço é pequeno, acolhedor e a decoração foi recentemente renovada. É provável que em certos dias tenham de esperar para conseguir mesa, mas garanto-vos que vale a pena. Deliciem-se com as imagens...

17757506_991594780943784_1451598283295530411_n.jpg

17796386_992441370859125_1451097008697321044_n.jpg

17952461_1000118726758056_3602551111005271375_n.jp

15284966_889431404493456_354695243908530318_n.jpg

15400907_899395796830350_3975005826949957418_n.jpg

15439960_904619819641281_2305149374749866189_n.jpg

15747554_915010288602234_6380208077185147009_n.jpg

15202670_892989680804295_5597115168534292670_n.jpg

15232178_891837067586223_345270324441038433_n.jpg

15267540_896655667104363_3018783213150563136_n.jpg

15284869_893021274134469_6069610307913854847_n.jpg

15107281_876969792406284_4865356938870477595_n.jpg

15135936_883652991737964_6125941200174907621_n.jpg

15171264_881036518666278_6884201787280583320_n.jpg

15178269_885432461560017_1951924699346141126_n.jpg

12718095_741731242596807_3416955521087927588_n.jpg

12804889_725578654212066_4601284385772798269_n.jpg

14573024_860455894057674_2643515912083588516_n.jpg

14962607_863613883741875_7649301078226853697_n.jpg

 

A Ericeira recebe o 3º Festival Internacional do Ouriço-do-mar!

primage_18702.png

A minha linda terra vai receber, pelo terceiro ano consecutivo, o Festival Internacional do Ouriço-do-mar. E é já de 31 de Março a 9 de Abril. Por ser uma das zonas costeiras onde as condições são mais favoráveis ao desenvolvimento dos ouriços, a Ericeira volta a ser palco deste evento que premeia a qualidade dos nossos restaurantes bem como a possibilidade de conhecer o trabalho de grandes chefs reconhecidos mundialmente. São eles que vão criar, reinventar e certamente surpreender-nos com diferentes formas de preparar esta iguaria. António Alexandre, Chef do projeto Endògenos que promove e valoriza o ouriço-do-mar da Ericeira desde 2013, e os internacionais, Chef Justin Jennings (Austrália) e Chef Roberto Sihuay (Perú) são algumas das estrelas da gastronomia já confirmadas.Vamos ter ainda a oportunidade de conhecer o contexto ambiental e cultural desta espécie, tão apreciada pelo mundo fora, e participar em showcookings que irão acontecer no Mercado Municipal da Ericeira, nos sábados 1 e 8 de abril.

A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Mafra, pretende, além da óbvia e tentadora vertente gastronómica, contribuir para tornar ainda mais forte o turismo nesta região que, para quem não sabe, é também Reserva Mundial de Surf. De resto, é importante salvaguardar que este tipo de evento criará com toda a certeza bases de sustentação cada vez mais fortes para dar continuidade aos projectos de investigação científica em torno do Ouriço-do-mar. Aliás, é este o mote para as Jornadas Técnicas, com diversas atividades a decorrer, a partir do dia 1 de Abril, na Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, localizada no centro da vila. Por isso, não faltem. Eu estive presente nas duas edições anteriores e garanto que vale a pena!

Restaurantes aderentes:

7 Praias na Baleia, A Brasa na Gruta, A Canastra, A Tasquinha, Esplanada das Furnas, Estrela do Mar, Funky, Golfinho Azul, Mar à Vista, Marisqueira Brisa, Marisqueira César, Marisqueira Furnas, O Vigarista, Prim, Retiro da Bela Sombra, Ribeira d’Ilhas Surf Restaurant & Bar, Restaurante Dom Carlos, Restaurante Sul, Sushi Drinks Club, Ti Matilde, Tik Tak, Toca do Caboz, Uni Sushi e Viveiros do Atlântico.

Há uma quinta de sonho na Ericeira!

dagaio.jpeg

 

 

Se há sítios que nos fazem querer que o tempo pare, este é um deles. Na Quinta do Dagaio, a menos de 2 kms da Ericeira, cada recanto está apinhado de charme. Não há aqui nada que não seja fruto da entrega diária de um casal, o Luís e a Mafalda, que de um sonho antigo fizeram nascer esta propriedade de eco-turismo. Somos confrontados com um ambiente rural e disso, felizmente, não temos como escapar. O stress fica à porta e é bem provável que desista de esperar por nós. 

Aqui podemos ficar instalados ou alugar o espaço para uma uma festa de aniversário, um encontro de amigos ou qualquer outro evento que se queira aconchegante. Existe para essa finalidade um palheiro de excelência, com todo o conforto a que temos direito. Há lareira para os dias mais frescos, um areal com espreguiçadeiras quando a temperatura decide ser mais simpática e, pasmem, pequenas piscinas naturais. 

Se optarmos por pernoitar neste paraíso, depressa percebemos que a decoração rústica em nada nos priva do conforto.Todas as casas estão equipadas com aquecimento, casa-de-banho privativa, varanda, pátio e cozinha. Mais do que um alojamento rural, a Quinta do Dagaio  revela-se um estilo de vida, pronto para ser descoberto. As imagens falam por si...

 

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

13.jpg

15.jpg

16.jpg

18.jpg

19.jpg

 

21.jpg

22.jpg

23.jpg

24.jpg

25.jpg

26.jpg

27.jpg

28.jpg

29.jpg

30.jpg

31.jpg

32.jpg

33.jpg

34.jpg

35.jpg

36.jpg

37.jpg

38.png

39.jpg

40.jpg

41.jpg

Nota: Todas as fotos foram retiradas da página da Quinta do Dagaio

 

 

 

 

E que tal caminhar para ajudar?

cartaz.png

 

Depois do sucesso alcançado em anos anteriores, a GNR de Mafra está com tudo a postos para a realização da terceira edição do evento solidário "GNR Trail – Famílias Contra a Violência". O evento acontece já no dia 11 de Setembro e apela, uma vez mais, à colaboração de todos para uma causa que é de todos! O desafio proposto incentiva à prática desportiva e isso, só por si, é argumento quanto baste! Podem inscrever-se gratuitamente no trail, de aproximadamente 19 Km ou, em alternativa, na caminhada de 6 Km, com partida na Foz do Lizandro. Um percurso que se tornará certamente mais fácil se pensarmos que cada passo é dado com fins solidários. Todos os participantes podem doar bens alimentares de primeira necessidade, que serão posteriormente distribuídos a famílias carenciadas, vítimas de violência e de exclusão social, pelo departamento de Acção Social da Câmara Municipal de Mafra, a principal parceira desta iniciativa. Para quem não pretende participar no trail ou caminhada, pode na mesma fazer parte desta iniciativa através da doação de bens alimentares e não alimentares, no dia 11 de Setembro de 2016, a partir das 08h00, no parque de estacionamento da Praia da Foz do Lizandro. Para mais informações e inscrições consultem a página do evento aqui

Em Maio de 2015, este evento reuniu cerca de 3000 participantes, mais de 100 voluntários e 5 toneladas de alimentos e bens de 1ª necessidade. Este ano, de acordo com informação divulgada pela GNR de Mafra, estes são estes os produtos com maior carência:

Bens alimentares

Leite
Farinha láctea
Enlatados (Atum, Salsichas, Grão, Feijão)
Bolacha
Cereais
Farinha
Açúcar
Azeite
Óleo

Bens não alimentares
Champô para adulto
Champô para criança
Gel duche
Fraldas de adulto (+ de tamanhos M e G)
Fraldas de criança (+ de tamanhos 5 e 6)
Papel Higiénico
Pasta de dentes
Pensos Higiénicos
Escova de dentes
Toalhitas
Detergente de loiça
Detergente de roupa
Detergente Multiusos

 

Conheçam o novo spot de sushi, na Ericeira!

13511405_10208187713984537_645442596_n.jpg

 

Para os amantes de sushi e praia, poucas combinações haverá mais apelativas que esta. O bar/restaurante Na Onda fica mesmo na praia da Foz do Lizandro, na Ericeira, e promete ser um dos spots deste verão. O ambiente é muito descontraído e é isso que se pede num espaço à beira-mar plantado. Para começar vamos esclarecer que a decoração não é a de um restaurante típico japonês porque aqui, apesar do sushi ser protagonista, a ementa foi estruturada com outras opções para quem não é muito fã deste tipo de cozinha. Mais um ponto a favor quando em causa está a escolha de um restaurante que alia a boa mesa ao convívio! E isso não invalida, em nada, a qualidade das iguarias japonesas que lá são servidas. Pelo contrário!

Há dias estive lá com uma amiga, e como se não bastasse a paz e a tranquilidade que aquele imenso areal e o mar ao fundo nos proporciona, fomos agradavelmente surpreendidas pela variedade de sushi e sashimi que compõe a ementa à la carte. E também pelo atendimento super acolhedor e simpático. 

Rodrigo Mattos e Vagner Negao são os mestres de sushi encarregues de preparar estas delícias. Pedimos um combinado (que inclui variedades de hossomaki, niguiri, sashimi e uramaki) e outras especialidades que fizemos questão de provar. É ponto assente que os olhos também comem e merece destaque o cuidado na apresentação, como se pode ver pelas imagens. Depois, e porque sem isso o resto depressa se torna irrelevante, um merecido elogio à frescura dos ingredientes, que foi respeitada com rigor. Por isso, se estão à procura de um sítio onde possam saborear um sushi mesmo ao pé da praia, aconselho vivamente que façam uma visita ao bar/restaurante Na Onda. Mas atenção: ao domingo à noite e à segunda o espaço está aberto mas não serve cozinha japonesa. 

 

13522463_10208187715664579_1762201924_n.jpg

13522638_10208187718344646_595345825_n.jpg

13530245_10208187719024663_1230431325_n.jpg

13530249_10208187718744656_801233699_n.jpg

13515246_10208187717624628_1252947740_n.jpg

13515412_10208187671223468_863468496_n.jpg

13521177_10208187715904585_1476742478_n.jpg

13521751_10208187713944536_1417162994_n.jpg

13514330_10208187716944611_1541956202_n.jpg

13514337_10208187718584652_1676670838_n.jpg

13514387_10208187670703455_126366340_n.jpg

 

13510707_10208187716384597_999301383_n.jpg

 

13515221_10208187713184517_2121878021_n.jpg

13511461_10208187717344621_1473260069_n.jpg

13511504_10208187718264644_1918672723_n.jpg

13511588_10208187716904610_408268117_n.jpg

13514312_10208187714784557_1503424882_n.jpg

13510584_10208187714904560_1625591341_n.jpg

13511376_10208187719104665_1594192177_n (1).jpg

13511405_10208187713984537_645442596_n.jpg

 

 

 

Boas razões para não perder o Sumol Summer Fest

cartaz sumol.png

 

A 8ª edição do Sumol Summer Fest está à porta (no meu caso, literalmente à porta de casa :) e este ano o cartaz é, na minha opinião, bastante mais apelativo que em anos anteriores. Pelo menos mais versátil. É certo que não cumpre com rigor a denominação de festival de reggae mas quando a receita não corresponde às expectativas, há que apelar à inovação, à mudança de roupagem e dar nova vida a um evento que reúne todas as condições para ser o must do verão. Para começar não é um festival urbano e isso, quanto a mim, é uma das grandes vantagens. Outra, talvez a maior de todas, é que fica mesmo à beira da praia. Aliás, das praias. A da Empa e a do Matadouro, mesmo em frente ao recinto, e a menos de 1 Km, a da Ribeira D'Ilhas, que será também palco dos soundset's do festival. 

E se ter mar, sol (esperemos!) e areia já é vantagem quanto baste, o facto de podermos deslocar-nos a pé até ao centro da Ericeira soma alguns pontos a este evento. Reconhecida como Reserva Mundial de Surf desde Outubro de 2011, a vila tem estado em destaque pelo mundo, eleita por diversas vezes como um dos destinos mais cool da Europa. 

O preço dos bilhetes também leva vantagem, em comparação com outros festivais. O passe diário custa 30 euros e para os 2 dias 45 euros (sem camping) e 55 euros (com camping). Existem ainda outros pacotes, com vantagens adicionais, que poderão consultar aqui. E por falar em acampar, não é demais lembrar que o Ericeira Camping, onde irá decorrer o festival, é considerado um dos melhores do país em termos de infraestrutura. Não mencionando a vista de excelência, claro! Por último, e não menos importante, o cartaz que este ano traz à Ericeira nada mais nada menos que Gabriel o Pensador, Madcon, Robin Schulz, Elliphant, Blaya, Trevo, Jimmy P, Azealia Banks, entre muitos, muitos outros. Visitem o site do Sumol Summer Fest para conhecer todos os detalhes do evento. Eu, este ano, não falto!

 

 

 

 

 

 

 

 

Limipicos...paragem obrigatória na Ericeira!

7.jpg

 

A localização não é das mais evidentes, mas até isso lhe assenta como uma luva. O Limipicos Beach Café fica na praia da Foz do Lizandro, na Ericeira, mesmo no fim do passadiço. Totalmente renovado, o espaço é deliciosamente acolhedor, numa espécie de tributo à paisagem com que somos presenteados. A areia e o mar estão mesmo ali, a vegetação faz-lhes companhia e é bem provável que nos percamos de amores por esta visão. 

Preparada para receber-nos com o mesmo conforto em dias frescos ou de mais calor, a esplanada

revela-se um convite irresistível para almoçar, lanchar, jantar ou, simplesmente, perder a noção do tempo enquanto saboreamos um sumo natural ou um cocktail (como só eles sabem fazer!). No fim-de-semana há música ao vivo ou dj a acompanhar o jantar. O menu, agora sob orientação do chef Augusto, alia os sabores tradicionais a novos temperos. E porque "os olhos também comem", é de registar o cuidado na apresentação dos pratos! 

No sábado fui lá jantar e, para começar, serviram-nos folhado de camarão com espargos e travo de manga. O nome é pomposo e o sabor fez-lhe justiça! Quanto ao prato principal, trilogia de carnes com puré de batata doce e hortelã, tenho a dizer-vos que estava simplesmente divinal. A qualidade da carne e o tempero são uma recompensa ao paladar. Para finalizar, uma deliciosa pannacotta com redução de frutos vermelhos e crocante de biscoito. O preço? Diria que justíssimo!

A simpatia da gerente do espaço,Teresa Castelo Branco, e do staff que compõe esta equipa, ajudaram a tornar a experiência ainda mais gratificante, afinal, também é de relações humanas que se faz uma casa . Deixo-vos com algumas fotos para aguçar o apetite e o conselho sincero para visitarem o Limipicos Beach Café

Contacto: 965 114 114

Morada: Rua do Passadiço nº6, Praia Foz do Lizandro, Ericeira

 

 

 

1.jpg

2.jpg

 

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

9.jpg

 

Fotos: Limipicos Beach Cafe 

 

 

 

 

 

 

 

Há festival na minha terra!

Ourico-do-Mar-Ericeira.jpg

Começa já amanhã, na Ericeira, a 2ª edição do "Festival do Ouriço-do-Mar". A primeira vez que provei um ouriço devia ter uns sete anos e fui eu que o apanhei! Era normal, quando íamos à praia, fazer uma "vistoria" pelas rochas, na brincadeira, a ver se apanhávamos qualquer coisa para o lanche . Numa dessas vezes, encontrei um ouriço-do-mar. Na escola já me tinham explicado que se podiam ingerir ao natural, sem cozinhar, e foi isso que fiz ali mesmo, na areia. Depois, passei alguns anos sem voltar a experimentar esta iguaria. Porque não calhou! Só no ano passado, precisamente no decorrer da 1ª edição deste festival, e também há cerca de um mês em casa de amigos, é que voltei a saborear os ouriços. E também, só agora, é que fiquei a saber que o ideal é comer apenas as ovas (ups!). 

Deixo-vos com a lista de restaurantes que participam nesta 2º edição do evento e respectivas iguarias propostas:

 

No Funky (antigo Parreirinha), o Pedro e a Elizabete (um casal que vão adorar pela simpatia), propõem um risotto de ovas de ouriço com espargos e camarão. O espaço é muito agradável, com uma decoração super original. Existe também uma zona, onde podem saborear calmamente um gin antes da refeição. Fica na Rua Dr. Miguel Bombarda, nº 12, perto do Largo de Santa Marta. Telef: 261 862 148

a-nossa-sala.jpg

 

No Restaurante Sul, cuja vista de mar dispensa qualquer comentário (a foto diz tudo!), teremos ouriço ao natural, ouriço assado, Mergulho no mar ( creme de ouriços com navalheira, mexilhão e percebes) e Creme brulée com cristais de ouriço-do-mar (sobremesa). Fica no Parque de Santa Marta Telef.: 261 864 478

restaurante sul.jpg

 

A Tasquinha sugere ouriços ao natural, sopa de ouriços e arroz do mar com ouriços. Está situada mesmo junto ao mercado da Ericeira, na Rua dos Ferreiros, 3. É um espaço pequeno, mas muito acolhedor. Telef.: 261 862 072

a tasquinha.jpg

 

A Esplanada Furnas desafia os clientes a experimentar os ouriços servidos ao natural, como entrada. O restaurante tem uma vista magnífica sobre as furnas da Ericeira. Mesmo! Por isso, o meu conselho é que visitem o espaço durante o dia, para melhor a aproveitarem. Fica na Rua Capitão João Lopes. Telef.: 261 864 870

esplanada furnas.jpg

 

A Marisqueira Brisa optou pelos ouriços ao natural. Aqui também a vista é qualquer coisa...! O espaço abriu com nova gerência, há relativamente pouco tempo, pelas mãos do Miguel, e a experiência acumulada por ele ao longo de muitos anos na restauração, têm sido sinónimo de qualidade. Fica na Rua Capitão João Lopes, um pouco antes da famosa discoteca Ouriço. Telef.: 261 866 447

marisqueira brisa.jpg

 

Já mais afastada do centro, mesmo em frente ao Parque de Campismo, a Marisqueira César terá ouriços na chapa como entrada, massa com ovas de ouriço e risotto de ouriço com camarão grelhado, como prato principal. Destaque para o facto deste espaço ser também um ponto de venda de ouriços vivos. Telef: 261 860 950

marisqueira cesar.jpg

 

A Marisqueira Furnas, também um dos locais mais privilegiados da Ericeira no que se refere à vista de mar, servirá açorda de ouriços. Fica na Rua das Furnas, 3 Telef.: 261 867 914

marisqueira furnas.jpg

 

O restaurante Uni Sushi promete surpreender com o Uni Maki (Uramaki de salmão com ovas de ouriço) e Gunran Uni (Sushi enrolado com alga em forma de cesto com ovas de ouriço). É um dos meus restaurantes favoritos de sushi, pelo ambiente, qualidade e atendimento. Fica na Rua Fonte do Cabo, 44 A Tlm:  915 366 519

uni sushi.jpg

 

 

No restaurante Ti Matilde, e se tiverem a sorte de ficar na esplanada, contem, para começar, com um vista de mar digna de registo! Na ementa, e especialmente para este evento, a proposta vai para a açorda de ouriços. Fica na Rua Dr. Manuel ArriagaTelef.: 261 862 734

ti matilde.jpg

 

Mesmo no centro da vila, o restaurante Tik Tak terá ouriços crus e cozidos. O ambiente é muito acolhedor e a ementa habitual uma verdadeira tentação. Fica na Rua 5 de Outubro, 7. Telef.: 261 863 246

tik tak.jpg

 

Também fora do centro da Ericeira, o Restaurante Dom Carlos dispõe de ouriço na grelha e ouriço ao natural, com vinagrete de citrinos. Fica na EN 247, mesmo junto à estação de serviço da BP. Telef.: 261 866 371 

dom carlos.jpg

 

No restaurante A Panela haverá açorda de ouriços. O espaço é pequeno, muito acolhedor e com uma decoração rústica. Fica no Largo de Santa Marta, 3B Tlm.: 962 877 474

a panela ericeira.jpg

 

 

ouriço.jpg