Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se a inês sabe disto

Só NOS é que sabemos

 

huawei_smartphones-925x578.jpg

 

Texto de Edmundo Gonçalves

20478557_ZDt5E.jpeg

Há por aí uma empresa pública que responde pela sigla SPMS (Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, por extenso) e que ao que se pode aduzir, deverá coordenar as compras nesta área, supõe-se que de forma optimizada e defendendo os interesses do Estado, como qualquer funcionário público está obrigado por dever de lealdade.

Ora acontece que, ao que consta, cinco altos quadros daqueles serviços entre eles um membro do conselho de administração, foram passear à China. Eu acho que fizeram bem, eu também adorava ir de férias à China. Pena eu não ter dinheiro para isso, que o meu ordenado de simples funcionário de uma autarquia não dá para tanto, mas que gostava de ver o rio Amarelo, ai isso gostava.

Já quem fez uma viagem às cores e andou numa roda viva, foram os nossos cinco amigos e amigas dos SPMS, que visitaram o maior hospital do Mundo, o que se justificava, dada a sua aptidão profissional. Por mera coincidência, tudo o que é electrónica naquela unidade é fornecido pela gigante Huawei (cuja fábrica também visitaram. Já que lá estavam...), que também por feliz coincidência é parceira da NOS, que fornece equipamento e serviços ao SPMS.

Então e o que é que isso tem a ver? Nada de importante, se levarmos em conta que até à oriental viagem os SPMS tinham, nos dois anos anteriores, contratado 49 mil Euros com a parceira nacional da Huawei e que nos dois anos seguintes os valores saltaram para os 490 mil Euros. Partindo do princípio que toda a gente é inocente até prova em contrário, até podemos admitir que os contratos efectuados por estes senhores e senhoras eram os que melhores condições ofereciam à organização para a qual trabalham e a quem devem lealdade, mas o simples facto de viajarem à pála da Huawey por interposta NOS, deixa-os numa posição fragilizada e leva-nos a pensar que, eventualmente, a viagenzinha "all inclusive" teve alguma coisa a ver com a preferência pela NOS.

Mas não me levem a mal, isto aqui só para NOS, é só um "supônhamos". Ou um triste fado...

Patrícia Teixeira

Edmundo Gonçalves

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens