Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

seainessabedisto

Não, não é Photoshop. É melanina e da boa!

Nyakim (1).jpg

nyakim1.jpeg

Texto de Edmundo Gonçalves

20478557_ZDt5E.jpeg

Lembram-se de aqui há atrasado ter falado da minha ascendência ali para os lados do Mar Negro, à cause dos meus olhos azuis? Claro que lembram, vocês lêem tudo o que eu escrevo (se eu der agora um peido, vocês aplaudem, aposto). Também se lembram de uma tal de melanina, correcto? Bom, mas isso agora não interessa nada, como diria a “outra”; Já lá vamos ao ponto.

Nas notícias para encher que os vários sites vão publicando encontrei uma curiosa, sobre uma jovem modelo sud-sudanesa ( do Sudão do Sul, quero eu dizer ), apodada de “A Rainha do Preto”. Bom, como à partida lá estava a naturalidade da jovem, não contei que fosse por usar roupa preta, mas confesso-lhes que fiquei surpreendido com a quantidade de melanina que a miúda produz! É que ela é mesmo preta. Preta, preta, mesmo! Não é azul escura, não é “negra”, não é castanha escura, não é chocolate, não é “terra” (já viram a minha panóplia de cores para mulheres africanas? Priceless…), é PRETA! Como aliás podem constatar pelas fotos anexas. E ainda por cima é linda a magana. E ao que consta também tem uma personalidade forte: “O preto é ousado, o preto é lindo, o preto é ouro... Não deixem os padrões americanos danificarem as vossas almas africanas”, terá dito na sequência do conselho, algo estúpido (direi provavelmente melhor – algo americano), de um motorista UBER que lhe recomendou o uso de lixívia para aclarar a pele.

Duas conclusões desta pequena notícia sem qualquer relevância, uma séria e outra nem tanto: A primeira é que o preconceito racista é ainda uma praga muito difícil de erradicar, até num país que teve um presidente negro e a segunda, é que se fosse em Portugal e apanhasse o Máximo ao volante, com uma carinha daquelas estava a pôr-se a jeito para uma violação.

Pronto, chama-se Nyakim Gatwech, vive em Minneapolis, no estado norte-americano do Minnesota e se quiserem saber mais, procurem, que foi o que eu fiz! Mas não se fiem em tudo o que se publica, que já há quem diga que é Photoshop mesmo…

Fiquem então com as fotos da preta e as saudações do branco. Algo me diz que apreciarão mais a primeira.