Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se a inês sabe disto

Há uma Quinta de Sant'Ana que merece ser conhecida

 

10.jpg

 

Há uns tempos estive numa quinta que tem conquistado cada vez mais prestígio junto de apreciadores de bom vinho, de noivos que ali decidem fazer a sua festa de casamento ou, simplesmente, junto de pessoas que apreciam passar uns dias de descanso, num sítio rural, de charme, confortavelmente acomodados, onde a Natureza se apresenta no seu estado mais puro.  A Quinta de Sant'Ana situa-se na Aldeia do Gradil, concelho de Mafra, e é lá que moram os seus proprietários , Ann e James Frost, há mais de 25 anos. O espaço, que já pertencia à família de Ann desde 1974, estava um pouco abandonado quando o casal aceitou o desafio de recuperá-lo e fazer dele uma casa de sonho, onde constituíram uma família numerosa e onde ainda hoje residem com os sete filhos. Por aquelas bandas a Quinta de Sant'Ana é conhecida por gentes mais velhas como "A Fábrica" por ali ter funcionado, há muitos, um lagar de azeite. 

Para começar digo-vos que assim que passei o grande portão de madeira senti necessidade de fazer silêncio por alguns segundos. Ali estavam dez a quinze pombas e, mesmo à minha frente, a imponência do casarão principal. Mete respeito e obriga-nos a uma paragem para admirá-lo. Pouco depois chegou James Frost com uma chávena de chá na mão, bem ao estilo britânico ( a sua origem), para servir de anfitrião a uma visita guiada pelo espaço. Começou por dizer-me que para eles aquilo era muito mais que uma simples quinta, muito mais que um negócio. Era também o lugar que escolheram para educar os sete filhos que são a alegria daquela casa. 

Passámos para um salão muito acolhedor onde se realizam os banquetes de casamento e outro tipo de eventos personalizados.  O soalho, conservado com cera, traduz bem a genuidade do espaço. As janelas em arco com grandes portadas de madeira não denunciam o que, outrora, terá sido um armazém. Por baixo do local onde nos encontramos funciona a cozinha e existe um local aberto numa só frente, decorado por Ann, que serve para cerimónias de casamento civil. Existe também uma capela, que remonta a 1630, e tem uma imagem de Santa Ana com Nossa Senhora ao colo. Aquando do tremor de terra de 1755 a igreja do Gradil ficou praticamente destruída e foi esta pequena capela da Quinta de Sant'Ana que serviu de substituição. Um facto que confere a esta quinta, ainda hoje, uma forte ligação às gentes da aldeia que sempre prezaram a família Frost. Logo ali ao lado, numa sala espaçosa contígua funcionava, em tempos, o tal lagar de azeite, onde agora são servidos os buffets sob um chão de pedra fresco, ladeado de paredes de ocre que convidam à degustação dos vários vinhos que ali são produzidos e que, nos últimos anos, têm granjeado fama além-fronteiras. 

Se por lá pretendermos ficar alojados, saibam que o espaço dispõe de algumas casas de alojamento local tão acolhedoras que o desafio vai ser ter vontade de sair de lá. Mas se estiverem dispostos a conhecer as regiões circundantes, a vila piscatória da Ericeira, com praias e paisagens de cortar a respiração, fica a poucos kms dali. A pitoresca e vizinha Sintra é outra alternativa a ter em conta. 

Por último, e porque acho que para melhor conhecerem o espaço nada melhor que começar por dar uma vista de olhos ao site da Quinta de Sant'Ana. Ninguém sai daqui indiferente. Mesmo que por um dia apenas, sentimo-nos caseiros felizes, em Paz com a vida. 

2.jpg

casamentos e eventos qs.jpg

lemon garden 1 qs.jpg

lemon garden qs.jpg

marreco house qs.jpg

qs.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

 

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

casa marreco qs.jpg

 

Fotos: Retiradas do site oficial da Quinta de Sant'Ana e do Tripadvisor