Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

seainessabedisto

Fria? Só custa entrar...

agroal1.jpg

 

Texto de Edmundo Gonçalves

edmundo.jpg

Brota da serra ininterruptamente a uma temperatura constante de 18º, faça sol ou faça chuva, de Inverno e de Verão. A evitar no “meu lindo mês de Agosto”, por razões óbvias: Está superlotada e o bruit é desagradável, com um linguajar miscelânea de português e istrangeiro, mas isso, enfim…Portanto, ide durante o resto do ano.

Em Dezembro custa sair, em Julho custa entrar. Ao que consta tem propriedades curativas, já experimentadas por mim próprio, mas nada como experimentar, que no mergulhar é que está a virtude. Situado no concelho de Ourém, mas mais próximo de Tomar com que faz fronteira, é a principal nascente do Rio Nabão, que vem lânguido já desde Ansião e ali é revigorado e encorpa, ganhando uma corrente forte que serviu em tempos para ajudar ao funcionamento de fábricas ao longo do seu curso e para rega das hortas que o ladeavam, até que se vai encontrar com o Zêzere pouco depois da barragem do Castelo do Bode, mesmo ali à beirinha de Constância e do Tejo.

O local é bastante aprazível, fica num vale bastante verde, foi recuperado recentemente com recurso a fundos comunitários e convida a uma visita com toalha e calção, biquíni, ou fato de banho, consoante o sexo e a vontade do(a) visitante. 39º 40’ N / 8º 26’ O são as coordenadas que deve colocar no seu gps e saindo de Tomar em direcção a Fátima/Ourém, estará lá em cerca de vinte minutos.

Há estacionamento com alguma facilidade (excepto no “seu” lindo mês de Agosto, em que por vezes quase que mais vale ir a pé da cidade…), há bares de apoio, petiscos jeitosos, uns vendedores ambulantes que vendem uns queijinhos de comer e chorar por mais e a piscina, com bandeira azul. Um lago artificial construído nas nascentes, onde pode inclusive entrar se conseguir vencer a força da água a brotar da serra.

Como se disse lá atrás, só custa entrar. Depois, é degustar. 

A experimentar numa escapadinha na Páscoa, por exemplo. Alojamento ali à volta não falta e pode aproveitar para visitar Tomar e tudo à volta. E aproveite, que há por ali umas adegas…TERMAS DO AGROAL, é isto que pode ver nas fotos. Vá de cabeça!

 

agroal3.jpg

agroal4.JPG

agroal5.jpg

agroalantes.jpg

agroalantes02.jpg