Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Se a inês sabe disto

Finalmente jantei bem num festival!

Dificilmente saíremos de um festival de música com boas recordações gastronómicas na bagagem. Dentro dos recintos as opções são poucas, a qualidade é fraca e o preço demasiado alto. Arranja-se o pretexto de que os festivaleiros preferem cachorros e pizzas. E isso talvez não esteja tão longe assim da realidade. Mas quem arrisca...petisca! Literalmente! Este ano o NOS Primavera Sound, por exemplo, destacou-se por um investimento bastante forte na área da restauração. E até onde sei, o balanço foi bastante positivo. Não faltaram cachorros e pizzas mas também comida biológica, vegan, sushi, francesinhas, leitão e outros petiscos.

Por cá, na Ericeira, nem tudo foi péssimo neste sector. Apesar da minha estreia no recinto do Sumol Summer Fest ter ficado marcada por um cachorro que mais vale nem recordar, acabei por ser salva pela Merenda Portuguesa. Já tinha ouvido falar desta marca mas nunca tinha estado frente a frente com este encanto de roulotte gastronómica. Aqui há farinheira com ovos e feijão verde, bifanas com molho de cerveja e mostarda, frango na púcara, cozido à portuguesa, salsichas com couve lombarda e uma opção vegan. Tudo "embrulhado" num pão com um formato super original e tão inteligente que não é necessário fazer malabarismos para que possamos fazer a degustação sem que metade vá parar ao chão. Paguei €4,75 por uma merenda enorme e deliciosa de ovos mexidos com farinheira e um pacote de batatas fritas artesanais. Um preço justíssimo pela qualidade que faz pendant com a enorme simpatia dos funcionários. Eles vão estar nos dias 8, 9 e 10 de Julho no StrEATfest, nos Jardins de Belém. Passem por lá, experimentem e digam-me de vossa justiça. 

 

1 .jpg

3.jpg

4.jpg

2.jpg

Bifana.jpg

BacalhauEspiritual.jpg

Três Tipos Pão.png

Merenda 4 (1).jpg

Fotos: Merenda Portuguesa

1 comentário

Comentar post