Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se a inês sabe disto

Bactérias fecais nas bebidas do Starbucks? Ninguém merece!

 

1727823_1280x720.jpg

E lá está mais uma multinacional envolvida em polémica. Desta vez o Starbucks que foi notícia no programa "WatchDog", da BBC, pelos piores motivos. Tudo porque uma investigação levada a cabo por esta estação de televisão britânica detectou "bactérias fecais em quantidades preocupantes", em alguns cafés gelados desta conhecida rede de cafetarias e de outras duas, a Caffé Nero e Costa Coffee. As amostras e os restaurantes investigados localizam-se no Reino Unido e um especialista de saúde, Tony Lewis, citado pela BBC, considerou verdadeiramente alarmantes esses níveis de bactérias detectadas. Diz ele que "essas bactérias não deviam sequer estar presentes em nenhum nível, muito menos nas quantidades encontradas. São patógenos que podem dar origem a doenças no ser humano". 

Para ficarem com uma ideia, no Starbucks e Caffé Nero, 3 de 10 amostras recolhidas revelaram a existência das tais bactérias fecais. No Costa, foram 7 de 10. Esta última cadeia de cafetarias veio logo a público afirmar que estava desapontada com estes resultados (a sério???) e que fariam questão de rever imediatamente a forma de preparação dos cafés contaminados. Mas quanto aos outros dois gigantes da cafetaria, optaram por não tomar (ainda!) uma posição oficial. Eu, que raramente ponho os  pés no Starbucks só porque não me calha a caminho de quase nada (mas nestas coisas sou fadada para as tristes coincidências), espero ansiosamente para saber o que eles têm a dizer sobre isto. É que há dois dias, porque estive num workshop mesmo à porta de um Starbucks, lá bebi um café geladinho que, justiça seja feita, estava delicioso! Ninguém merece!