Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

seainessabedisto

Às sextas com os Tachos

capa livro as sextas com os tachos.jpg

 

Texto de Edmundo Gonçalves

edmundo.jpg

 

“Deus fez o alimento, o diabo o condimento.”

 

A ideia desta rubrica advém do meu gosto pela arte da culinária, que me levou a abraçar alguns desafios na área da restauração, e do desejo de divulgar o que aprendi ao longo de quase quarenta anos de volta dos tachos e panelas.

No entanto começarei por algo que, literalmente, encontrei no lixo: Um livro de receitas de autoria de Geogio Léonardi, que confesso não fazer a mínima ideia de quem seja e não consegui saber, mesmo pesquisando. O livro está à venda em vários alfarrabistas on-line, se estiverem interessado(a)s e inclui, para além das receitas, algumas engraçadas que reproduzirei aqui, trinta e seis desenhos e gravuras bastante sugestivas, que tentarei reproduzir sempre que possível. O livro não esclarece a data de edição e está dividido por países e zonas do globo. Infelizmente Portugal não está contemplado. Ah! O título, que já me passava: “panorama da cozinha erótica” – 182 receitas afrodisíacas. Diz o senhor Léonardi, que eu acho que se a comida ajuda, tudo o resto à volta é que pode proporcionar outros apetites.

 

Comecemos com um prato originário de Itália, Codornizes à Ligúria:

 

Ingredientes (para 2 pessoas):

50g de febra em cubos pequenos

1 cebolinha picada

1 folha de salva, picada miudinha

Pimenta

Sal

Uma folha de hortelã-pimenta

1 dl de brandy

25g de manteiga

5 cravinhos

1 folha grande de alface

Cebolinho picado

2 codornizes limpas, inteiras

 

Preparação:

Fritar na manteiga os cubos da carne, a cebola e a salva picadas. Temperar com o sal , a pimenta e a hortelã-pimenta. De seguida juntar o brandy e deixar evaporar quase por completo. Rechear as codornizes com a mistura obtida e acrescentar ao molho os cravinhos. Aloirar as codornizes e no final untá-las com manteiga e um pouco de sal. Envolvê-las depois em papel de alumínio e levar ao forno durante 30 minutos.

Servir cada uma sobre uma fatia de pão de forma torrado, com manteiga, sobre uma folha de alface e salpicada de cebolinho, depois de retiradas do forno e limpas da folha de alumínio.

 

Acompanha bem com um vinho branco. Aconselho o Caves Velhas Bucellas Arinto

 

caves-velhas-bucelas-arinto-white-wine.jpg

 

1 comentário

Comentar post

Instagram

PATRÍCIA TEIXEIRA

Arquivo

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.