Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se a inês sabe disto

A mota de água

821120.jpg

 

Texto de Edmundo Gonçalves

edmundo.jpg

Nuno Vasconcellos  (com dois éles, isso mesmo), o dono da Ongoing, uma holding que andava por aí envolvida em negócios um tanto ou quanto cinzentos com o BES, com a PT, que quis comprar uma parte da Media Capital, que era dona do Económico TV, que tinha ligações a José Eduardo Moniz e que é afilhado de Francisco Balsemão de quem é socio na Impresa, é o feliz proprietário de uma mota de água. Até aqui nada de especial, há por aí muito boa gente que não tem onde cair morto, passe o exagero, e arranja uns cobres para brincar no Verão, durante as férias. Depois usa o OLX e desfaz-se do brinquedo e fica tudo equilibrado. Ora o senhor Vasconcellos com dois éles, que tem um calote pessoal de 9,7 milhões de Euros, para além de mais uns cerca de 800 milhões em nome da tal Ongoing, chamado a pagar disse-se insolvente, não podendo portanto honrar os seus compromissos.

Ao que consta é verdade. O homem tem no seu património, depois de um divórcio altamente litigioso (façam uma pausa na leitura e lancem uma sonora gargalhada), apenas uma mota de água. Imagine-se que na partilha de bens com a ex-esposa e também empresária luso-brasileira Maria Alexandra Mascarenhas, detentora de um império na área dos media noBrasil, Vasconcellos com dois éles terá considerado um bem de extrema necessidade para a sua imediata subsistência uma mota de água! Tendo em atenção que o senhor é herdeiro da antiga Sociedade Nacional de Sabões, é caso para dizer que a Ongoing lava mais branco.

Patrícia Teixeira

Edmundo Gonçalves

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens